YouTuber de sete anos de idade ganha R$ 84,6 milhões em um ano, afirma Forbes

Um norte-americano de sete anos de idade está em primeiro lugar no ranking de ganhos do YouTube entre os meses de junho de 2017 e junho de 2018, segundo a revista Forbes. Ryan, do canal Ryan ToysReview, possui mais de 17 milhões de seguidores e o número de visualizações dos seus vídeo chega perto de 26 bilhões.

O canal começou em 2015 e vem crescendo desde então. Foram os pais de Ryan que criaram a conta e são eles que participam dos vídeos com a criança. O tema do canal e o unboxing e o review de brinquedos e, como você pode imaginar, seu público é composto por crianças da idade dele.

Segundo a Forbes, os ganhos do canal de Ryan vêm de anúncios que antecedem os vídeos. Acredito que todos aqui que utilizam o YouTube conhecem essa dinâmica, certo? A revista afirma que o anúncios respondem por cerca de 96% da receita, algo em torno dos 80,8 milhões de reais. O restante dos ganhos vem de vídeos patrocinados.

Sem entrar no mérito da exploração do trabalho infantil, que vem sendo muito debatido pdesde a criação do YouTube, os pais de Ryan garantem que, devido a pouca idade do filho, 15% dos ganhos de Ryan são colocados em uma conta especial, a qual ele poderá usar assim que se tornar um adulto.

E o Brasil?

Segundo a metodologia da Forbes, que levou em consideração as estimativas de lucro entre os meses de junho de 2017 a junho de 2018, baseadas em dados dos sites como Captiv8, SocialBlade e Pollstar, o canal brasileiro “KondZilla” superaria o resultado do canal Ryan ToysReview. Contudo, o Brasil parece ter ficado de fora deste levantamento.

É inegável que o YouTube é uma ótima opção de ganhos, tanto é que um deputado brasileiro propôs duas leis com o objetivo de regulamentar as carreiras de YouTubers e Influenciadores Digitais no país.

Categoria:Destaques

Deixe seu Comentário